po(e)st(ma)s

nada de mais. por mais pretensioso que isso possa parecer...

5.9.06

“transparente”

a vida
passa

num sopro
de arte

virando
o jogo
da sorte

que espanta
tudo

que não
cabe
no poema

pra longe
da página...

escrito
só fica
cicatriz
de alegria

1 Comments:

  • At 12:03 PM, Anonymous Lino said…

    Belo poema.
    Será que a vida cabe em uma página?
    A resposta seguramente deve sere motivo de um novo poema.

     

Postar um comentário

<< Home